domingo, 11 de novembro de 2007

Saúde - Dicas para perder peso de forma saudável

Por que uma pessoa é magra e outra não?

Para a obesidade se desenvolver, são necessários dois fatores: a genética e o estilo de vida. Na grande maioria dos casos, o ganho de peso se dá pelo desequilíbrio entre a quantidade de energia consumida e a quantidade gasta.

Calorias bem equilibradas e praticar atividades não são as únicas razões para se permanecer magro. Algumas pessoas possuem o metabolismo mais ativo, o que faz com que o alimento seja consumido rapidamente pelo organismo, evitando o acúmulo de gordura.

De qualquer forma, o meio influencia cerca de 70% no peso do indivíduo, por isso a importância da boa avaliação nutricional com um diagnóstico detalhado sobre hábitos alimentares desde a infância, histórico familiar, uso de medicamentos crônicos e outros. Doenças, como mau funcionamento da tireóide, podem causar tanto a falta (hipertireoidismo) como o excesso de peso (hipotireoidismo).

Algumas vontades se explicam por outros problemas. A carência de determinados nutrientes, por exemplo, pode fazer com que a pessoa tenha mais vontade de consumir doces. Por outro lado, desequilíbrios no intestino podem causar a depressão, uma vez que lá se produz a serotonina, substância que ocasiona sensação de bem-estar. Pessoas depressivas e ansiosas buscam comer mais, contribuindo para o aumento de peso.

Alimentos que ajudam

É importante lembrar que alguns alimentos que são taxados como benéficos para a perda de peso, se ingeridos em quantidades excessivas, podem causar danos. Por outro lado, alimentos tidos como extremamente calóricos, se ingeridos com moderação e de maneira balanceada na dieta, certamente darão bons resultados.

Veja alguns alimentos que podem auxiliar na sua dieta, quando consumidos na dose certa:

• Água - ela ocupa espaço no estômago, saciando momentaneamente o vazio.

• Abacaxi - rico em fibras, mantém o estômago ocupado na digestão por mais tempo, segurando a fome.

• Aveia - as fibras solúveis se expandem no estômago. Em seguida, elas são transformadas numa espécie de gel resistente à digestão, prolongando a saciedade.

• Pão integral - mantém os níveis de açúcar no sangue mais equilibrados, evitando que a fome volte logo.

• Arroz integral - por causa de sua casquinha, ele demora mais tempo para ser digerido quando comparado ao branco.

• Farelo de trigo - reduz o índice glicêmico das preparações, evitando as possíveis oscilações de insulina no organismo.

• Cenoura - a textura firme obriga a pessoa a mastigar muitas vezes. Para o cérebro, isso significa que uma boa quantidade de alimento está sendo ingerida.

• Folhas verdes - campeãs de fibras, elas também exigem muita mastigação, sendo um mecanismo para o cérebro avisar a hora certa de parar de comer.

• Banana - a fruta é uma fonte de ferro, potássio e triptofano, substâncias que ajudam a manter o pique e diminuem a compulsão por comida.

• Damasco - desidratado, concentra o açúcar frutose, valendo por um docinho em apenas 20 calorias por unidade. As fibras dão a sensação de saciedade, além de diminuírem a vontade de consumir carboidrato.

• Suco de limão - o sabor azedo do limão inibe a vontade de consumir um doce, já que satura as papilas gustativas que estão no comando da fome. Em excesso, principalmente para pessoas com hipersensibilidade aos cítricos, pode desencadear dores de cabeça.

• Chocolate amargo - quando bater a vontade pelo chocolate, opte pelo amargo que, além de possuir substâncias antioxidantes que ajudam na saúde, o sabor acentuado diminui o tamanho da porção.

Fonte: www.yahoo.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...