terça-feira, 17 de abril de 2012

Por Que a Nossa Voz Soa Diferente Para os Nossos Ouvidos?

888191efd83885080b39561f9c698a8b

Talvez você já tenha experimentado ouvir a sua voz gravada e tenha observado que ela soa bem diferente daquela que você mesmo escuta quando fala. Tem gente até que se espanta com a diferença. Acontece que, quando ouvimos outra pessoa falando, nossos ouvidos captam a alteração na pressão do ar – provocada pelas ondas sonoras da voz – através dos tímpanos, que, por sua vez, fazem vibrar os ossos do nosso ouvido médio (estribo, bigorna e martelo).

Isso faz com que os fluidos da cóclea (parte do ouvido interno que contém os terminais nervosos responsáveis pela audição) movam as células capilares, no fundo do ouvido, e enviem um sinal elétrico para o nosso cérebro. Nossas cordas vocais fazem com que o crânio vibre e as cavidades da cabeça (como os seios nasais) amplifiquem essa vibração, sem que ela passe pelo ouvido médio, indo diretamente à cóclea. As freqüências baixas (sons graves) preferem esse modo de contato direto, o que faz com que achemos que nossa voz é mais grave do que realmente é.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Visita Agendada Para 2040

O asteroide 2011 AG5 foi descoberto no ano passado, e os astrônomos descobriram que ele está com a rota de colisão com nosso planeta. Há pequenas chances (1 em 625, segundo à NASA) de que ele atinja a Terra em fevereiro de 2040, mas não se sabe onde poderá cair.

Asteroide-2011-AG5

As chances são remotas, mas os cientistas não observaram a rota inteira, o que amplia a margem de erro dos cálculos. O asteroide possui 137 metros e poderá ser melhor observado no ano que vem e em 2016. Somente com essas futuras observações é que serão realizados cálculos mais precisos sobre a chance de um desastre.

fuu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...