terça-feira, 24 de junho de 2008

Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre Informática Mas Tinha Medo de Perguntar! 2

Lei de Moore: Teoria criada pelo engenheiro Gordon E. Moore que diz que o poder dos processadores de computador dobra a cada dois anos, enquanto o preço permanece o mesmo. Essa tendência ainda é considerada válida no mundo da informática e pode ser aplicada a outras peças como memória RAM e discos rígidos.
Mozilla: É a fundação responsável pelo desenvolvimento do navegador Firefox. Também criou os softwares Firebird, um leitor de e-mail, e o Sunbird, um calendário.
MP3: Abreviação de 'MPEG-1 Audio Layer 3', o MP3 é um padrão para comprimir arquivos de áudio. O formato MP3 facilitou a troca de músicas pela internet, já que criou arquivos que podiam ser baixados mais facilmente.
O padrão também é o responsável pelo surgimento de aparelhos portáteis de música, como o iPod. Ao 'encolher' os dados do arquivo musical - em um processo que reduz a qualidade da gravação -, a canção passa a consumir 10% do espaço que ocupava em um CD.
Orkut: Rede on-line de relacionamentos sociais criada por Orkut Büyükkokten, funcionário do Google, e que se popularizou no Brasil a partir de 2004. Cada membro tem um perfil, pode integrar comunidades com interesses específicos e se comunicar com outros membros.
P2P: Sigla para "peer to peer" (em português, ponto a ponto), é o nome dado aos diversos serviços de compartilhamento de arquivos pela internet. Em vez de serem armazenados em um computador central, os arquivos distribuídos ficam disponíveis diretamente do PC de quem utiliza o serviço.
As tecnologias P2P reduzem o custo e facilitam a distribuição de conteúdo, já que quem faz o download dos arquivos normalmente é incentivado - ou mesmo obrigado - a ajudar outros internautas a baixá-los. As tecnologias mais populares de P2P são o Bittorrent e o eMule.
Quem utiliza redes P2P deve tomar cuidado com a grande quantidade de arquivos ilegais disponíveis nessas redes. Mas, embora sejam ferramentas muito usadas por piratas, os serviços também ajudam na distribuição de software e música livre e gratuita.
PC: Sigla para Personal Computer (computador pessoal). É um dos nomes dos computadores que utilizamos em casa e no escritório. O termo surgiu na década de 70, quando surgiram máquinas com menor tamanho e preço do que os gigantescos computadores existentes até então.
Photoshop: Programa de edição de fotografias desenvolvido pela Adobe. É o software mais popular do mundo para tratamento de imagens, e foi um dos grandes responsáveis pela popularização dos computadores Macintosh nos mercados de design, fotografia e publicidade. Atualmente, o Photoshop também está disponível para computadores com sistema operacional Windows.
Plugin: Plugin (ou plug-in) são programas que adicionam funções a outros softwares ou serviços online. Geralmente são desenvolvidos por terceiros, mas também podem ser criados pelos próprios desenvolvedores do programa original. Para navegar na internet, por exemplo, é comum utilizarmos plugins que dão ao navegador (Internet Explorer, Firefox, Opera ou Safari) a capacidade de visualizar vídeos ou abrir jogos online.
Portal: Portais são as páginas na internet que servem como ponto de acesso direto a um conjunto de serviços e informações. O portal globo.com, por exemplo, permite que o usuário encontre, em uma mesma página, acesso a e-mail, vídeos, notícias, entretenimento, esportes, downloads, jogos, rádios, blogs, fotologs, sites de humor e informações sobre programação de TVs, entre outros serviços e conteúdos.
Os portais podem ser horizontais - permitindo acesso a vários tipos de informação e serviços - ou verticais - concentrando links para conteúdo sobre um assunto específico.
Processador: É a peça fundamental de computadores e aparelhos eletrônicos. Considerado o "cérebro" das máquinas, o processador efetua cálculos e garante o funcionamento dos softwares e aplicativos. Duas grandes empresas disputam o mercado de processadores para computadores domésticos: a líder Intel, que produz os chips Pentium, Celeron e Core, e a AMD, responsável pelo Athlon e pelo Sempron.
RAM: Sigla para Random Access Memory (em inglês, memória de acesso aleatório), que é a memória utilizada em computadores e outros equipamentos eletrônicos para o processamento de tarefas exigidas por programas em execução. Ao contrário das memórias permanentes, como discos rígidos, a memória RAM só armazena dados temporariamente. Quanto maior a quantidade de memória RAM de um computador, mais rápido ele será na execução de tarefas.
Rede social: Relação estabelecida entre indivíduos com interesses em comum em um mesmo ambiente. Na internet, as redes sociais são as comunidades online como Orkut , Facebook e MySpace , em que internautas se comunicam, criam comunidades e compartilham informações e interesses semelhantes.
Software livre: Software livre é o nome dado aos programas de computador que podem ser usados, copiados e adaptados gratuitamente e sem nenhuma restrição. O código-fonte que dá origem a esses programas é aberto e público, e geralmente os softwares são criados em grupos com discussão aberta para qualquer um que se interesse no desenvolvimento do produto.
Na prática, há poucas diferenças entre os movimentos em prol do software livre e do software de código aberto (em inglês, 'open source'. Portanto, normalmente os termos são usados sem distinção.
Os principais exemplos de software livre são os sistemas operacionais Linux e GNU, a linguagem de programação Java e o navegador de internet Mozilla Firefox.
Spam: Mensagem eletrônica de conteúdo publicitário enviada por empresas sem a autorização do destinatário. A estratégia começou a ser explorada em e-mails e já se adaptou a novos formatos como mensagens instantâneas e comentários em blogs. A fórmula foi adaptada para espalhar pragas virtuais pela internet, tentando enganar os internautas com mensagens de caráter apelativo, geralmente sobre temas como sexo, dinheiro e produtos imperdíveis.
Tim Berners-Lee: Timothy John Berners-Lee é o programador inglês responsável pela invenção da World Wide Web. Berners-Lee criou o protocolo que domina a internet atual em 1989, no CERN (sigla em francês para Conselho Europeu para Pesquisa Nuclear), na Suíça.
Twitter: Rede social baseada em mensagens instantâneas curtas, de até 140 letras, foi o primeiro site a popularizar o conceito de 'microblogging'. A idéia inicial do Twitter era permitir que os usuários informassem, de maneira rápida, o que estavam fazendo no momento em que navegavam pela internet. Atualmente, a ferramenta é usada também para coberturas jornalísticas em tempo real.
Web 2.0: É o nome que se dá a padrões de tecnologia, design e usabilidade que dominaram boa parte dos serviços de internet no início do século XXI. O termo foi criado pelo empresário irlandês Tim O'Reilly para descrever sites que investiam em interatividade com o usuário como serviços de blogs, redes sociais, índices de navegação e indexação coletiva (tags), páginas de edição coletiva (wiki) e compartilhamento de conteúdo. O termo Web 2.0 também é utilizado para classificar sites que seguem tendências de design mais 'limpo' e 'leve', utilizam tecnologias recentes como Ajax, CSS e XML, e adotam um ciclo de produto batizado de 'beta perpétuo', ou seja, estão sempre em fase de testes e introduzindo novas funções.
São considerados as grandes destaques da web 2.0 serviços como Wikipedia, Digg, YouTube, eBay, del.icio.us e Google Earth.
Webmail: Serviço de mensagens eletrônicas que, em vez de ser acessado por programas como o Outlook, permite que usuário receba e envie mensagens por meio de uma página na web. Um dos primeiros serviços gratuitos de webmail a fazer sucesso na rede foi o Hotmail, da Microsoft. Hoje, além do Hotmail, também são populares o Yahoo! Mail e o GMail, do Google.
Wiki: Palavra que, no idioma havaiano, significa 'rápido'. Na internet, no entanto, wiki virou sinônimo de colaborativo: é o nome dado para qualquer programa ou site que permita que qualquer pessoa participe da criação do site. O wiki abre espaço para a edição e publicação coletiva de textos, fotos e vídeos. O site mais famoso a utilizar uma plataforma wiki é a enciclopédia gratuita Wikipedia.
World Wide Web: Normalmente chamada apenas de 'web' ou 'WWW', é o conjunto de textos, imagens, sons e conteúdo multimídia que compõe boa parte da internet. São informações acessadas por um navegador (ou, em inglês, 'browser') e interligadas por links. Apesar da internet ser uma 'invenção' americana, a web foi criada pelo CERN (sigla em francês para Conselho Europeu para Pesquisa Nuclear), na Suíça. O criador do padrão é Tim Berners-Lee. Atualmente, os padrões da web são gerenciados pelo World Wide Web Consortium (W3C), órgão internacional presidido por Berners-Lee.
XML: Sigla para 'eXtensible Markup Language'. É uma linguagem de programação utilizada para armazenar e organizar informações. Está presente na maioria dos serviços da internet. As páginas de diversos sites utilizam informações armazenadas em XML, assim como serviços RSS, por exemplo. O que o usuário 'enxerga' ao acessar um site ou ler uma notícia em um 'feed', no entanto, é resultado da interação entre os dados armazenados em XML e outras linguagens, como o HTML.
YouTube: Site que popularizou o compartilhamento de vídeos na internet. Nele o internauta pode cadastrar suas produções, criar listas de reprodução e comentar material de outros usuários. Foi criado em 2005, tornou-se fenômeno de acessos da rede e, em 2006, foi comprado pelo Google.

Compare preços de Acessórios para Informática clique aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...